15 de nov de 2008

Raff

Auto-retrato

Num retrato falado, eu me encontrei
Com traços errados de lápis 6b
Reforçados com pingos de nanquim 0.3
Virei croqui e nem vi meu ser que jaz
Da pintura errada, virei verbo soberbo
Daqueles que você se esforça pra não usar
Daqueles que você coloca adjetivo no lugar
Uma noite apenas, talvez, nunca mais
Meu traço só era bonito de longe
De perto virou borrão, desmanchou
O couchê virou fosco
Amassou, por fim, rasgou
Nem tive tempo de me mostrar
Talvez, você esperasse uma aquarela
E ainda era tudo um rascunho
Nem houve chance de terminar
Pensando bem, nem de começar
Uma noite apenas, talvez, nunca mais
E semana que vem, tanto faz?
Então pega o papel e joga fora...

Ou pega o papel e deixa eu fazer meu auto-retrato
Que é pra não ter chance de se enganar.

3 de nov de 2008

Faltam 3 dias...


Pouporri

Vislumbrou, repetiu,
Ouviu mais do que se viu,
Nem precisou tocar
Pra se entregar...
As notícias de domingo
Já não me interessam mais
Meu programa favorito de segunda,
Eu nem quis assistir
Deixei de botecar na quarta
Só pra te ver sorrir
E na sexta, de noitinha,
Você chegou
As próximas horas serão
Inesquecíveis.