25 de fev de 2008

Muito mais

Segredo

Meu segredo mais guardado
É maior que teu pior pecado
E meu desejo forte e lento
Te fez perder qualquer tormento
E o medo de ter medo me fez
Chorar um pouco mais
Que os tempos de infância
Quando eu brincava de herói
E pensava que era tudo paz
Mesmo sabendo que o mundo
Era muito mais.

21 de fev de 2008

Papel qualquer...

Ao acaso

Vem mais uma vez
Diz pra mim o que restou
Dos meus versos feitos ao acaso

Eu sei que merece muito mais
Que um papel qualquer
Cheio de frases desconexas

Mas eu sou comum demais
Pra fazer muito melhor que isso
Me aceita assim?

18 de fev de 2008

Mulher...

Bem mais feliz

Passa aqui em casa esse fim-de-tarde
Me chama pra tomar um sorvete
Vamos ver uma comédia no cinema
E depois me faz rir mais que no filme
Me leva pra pr´algum lugar bonito
Pra fazer amor a noite inteira
E quando gozar deita comigo
Mais um pouco e me abraça forte
Diz coisas suaves ao pé-do-ouvido
Tudo que uma mulher gosta de ouvir
E fala de novo pra eu ter certeza
Amanhã irei acordar bem mais feliz.

15 de fev de 2008

I don´t speak english!

Deformed world

Yesterday I could see an angel
She screamed my name and cried
And I couldn´t understand

She came to show me the true road
In the middle of so many dotted lines
And I couldn´t understand

I chose to go on the clearest side
´Cause I thought to be the easiest way
To arrive somewhere

I got lost in the false end
And I arrived in a place with parallel lines
Where I saw a little angel crying
Lamenting this deformed world
Yesterday I could see an angel
She told me several sad truths
And I didn't know what to say

She came to show me the true road
In the middle of all these blue points
And I stay lost here

I got lost in the false end
And I arrived in a place with parallel lines
Where I saw a little angel crying
Lamenting this deformed world

Yesterday I could see an angel
She screamed my name and cried
And I couldn´t understand.

6 de fev de 2008

Oceano

Bem que eu quis

Bem que eu quis que o carnaval acabasse
Que a chuva esquecesse a minha casa
Que o inverno, enfim, repousasse
O céu azulasse, a noite caísse

Bem que eu quis ver a verdade nua
Meu prato cheio, a mãe tranquila
Salada, chá gelado, carne crua
Sala arrumada, quarto limpo

Bem que eu quis ter pra mim todo o dinheiro
Andar de carro zero, posar de intelectual
Ver até meu maior segredo vir a tona
E não tomar fama de cara-de-pau

Bem que eu quero calejar o meu princípio
Acreditar que não chegou até o fim
Pensar, fingir e esquecer que
Um oceano a separa de mim.

1 de fev de 2008

O cheiro das coisas

O cheiro

Cheiro de chuva, cheiro de vento,
Cheiro de neve que nunca senti,
Cheiro de nada, cheiro de tempo,
Cheiro de comida quente ao meio-dia,
Cheiro de sobremesa, lanche da tarde,
Cheiro de abraço, de nolstalgia,
Cheiro de insenso, de noite clara,
Cheiro do seu
perfume, seu lençol,
Seu chuveiro, seu brinquedo, seu sexo,
Cheiro do seu sorriso, cheiro de sol,
Meu sorriso, seu baton,
Cheiro dos meus ombros, seus cabelos,
Meus olhos, suas pernas,
Meu braços, seus joelhos,
Seus olhos, meus cabelos,
Tudo é tão meu, é tão seu,
É tão sim, é tão não,
É tão mais, é tão são
É cheiro de estrada a fora
É cheiro de ir embora
É cheiro de ficar aqui.