13 de jul de 2010

Brilha

Diáspora

Eu queria te levar pra jantar essa noite. Um jantar às escuras com direito a vinho e mãos dadas. Uma noite nua sem horas contadas. Eu queria compensar meu mau jeito. Compensar seu esforço de admirar meu rosto. Os pés no chão e a cabeça erguida. Voz contida, paz declarada. Eu queria mais você na minha estrada. Queria mais você nessa noite zangada. Queria compensar seus braços e pernas. Seios, anseios, língua e pescoço. Queria compensar as horas perdidas com discussões sem fundamento. Segurar a paz, celebrar o esforço. Meu cansaço, o seu sofrimento. Queria beijos ao vento, sem roupa, sem lamento. Me ajuda a jogar fora essas cartas marcadas. Me ajuda a enterrar as diásporas, o tédio e o infame. Manda pra cá mais uma dose desse sorriso, mais um pouquinho desses olhos brilhantes. Brilha.

Um comentário:

pp disse...

Adoro ser tua musa.
Na alegria e na tristeza, na saúde ou na doença.

Te amo.