19 de abr de 2008

Calos que ganhei...

Não me condene

Te coloquei no meu sonho que

Eu ainda pago a prestação e

Te fiz entender que a vida é passo-a-passo,
É um belo espaço pra indecisão
Mas eu não vou me perder, me retrair
Tudo isso eu já vivi e revivi

São calos que ganhei e ninguém viu
Palavras que ouvi e ninguém sentiu
Entre a calma e a culpa, a razão
Entre a glória e a merda, distração

Entre o caso e o acaso, o descaso
Foi sempre a mesma desculpa que eu caí

Me lembre de esquecer que já partiu
Me lembre de esquecer que me esqueceu
Até já me vejo com outros olhos
Até já negocio a minha paz
Olhar adiante, hoje, ontem, nunca mais
E não me condene por não querer ficar aqui

Não me condene por querer ficar aqui.

7 comentários:

««§εмф†ϊvф»» disse...

=/
Tudo passa...
Só não vale ser um medícore (Entenda-se que medíocre realmente significa viver no meio termo).
Ninguém te condenará por querer ser feliz, ou pleo menos por ter tentado.
Ray

Lih disse...

olha... talvez eu esteja passando pelo mesmo.
talvez não.

na verdade o que me mata é isso, vc pelo menos sabe o que ta se passando contigo né... tb queria saber o mesmo em relação a mim. :I

kallani disse...

esse leo nunca perde o jeito...

Lívia disse...

Caramba Leo! Senti uma fisgada quando li. Até arrepiei.
Ás vezes nossas urgências não podem esperar, não conseguem esperar mais e a gente abandona as pessoas, acreditando que elas já nos abandonaram há muito mais tempo...Pelo descaso, pelo 'deixa pra semana que vem'...
Você sempre entende das coisas!

kallani disse...

verdade, eu não conhecia o suficiente para gostar. tem coisas que a gente precisa conhecer bem pra reconhecer o valor e aprender a admirar. como você. =)

Pat Medeiros disse...

Leo q linnndooooooooooooo vou copiar pra mim q colocar sua autoria bem grande...me vi nele...bjosss

信用代款 disse...

銀行貸款,
信用貸款,
房屋貸款,
二胎房貸,
汽車貸款,
企業貸款,
上班族信用貸款,
整合負債貸款,
通信貸款,
房屋轉增貸,
法拍屋代墊款,
中小企業貸款,