7 de ago de 2008

A assimétrica

Consumista

Hoje eu quero bocagear a minha sorte,
Fugir do Arcadismo, buscar meu norte
Continuo a ignorar os academismos
Até porque não sei escrever sonetos
Eu não ligo pra métrica
Eu não conto as sílabas
Eu gosto é do estalo
Eu gosto é da desconstrução
Da língua em noite de mesa farta
Sou bem mais literal que poeta,
Bem mais consumista que artista
Quando quero, quero agora
Toda hora, toda vida
Eu quero um barco, um avião
Pra viajar por um ano inteiro sem vazão
Eu quero um manto, um disco clássico
Quero um livro ilustrado, um poema rimado
Uma música animada pra dançar sozinho
Quero depósitos em minha conta bancária
Pra sair a noite e tomar whisky
Quero reticências, acento circunflexo,
Vírgulas, mas não quero o ponto final.
Ei, eu já disse: eu não quero o ponto final,

8 comentários:

Ana disse...

Eu também não quero o ponto final. Frases curtas e objetivas, só mesmo nas correções de redações. Porque os meninos se perdem nos períodos longos, mas eu não.
E nem você.
Saudade!
=****

Mr. Jairo Souza disse...

ótimo texto metaliguístico, para quem ignora os academismos!
hauahuahuah
mt bom o poema!

«« ڱemöґïvö »» disse...

é por issoq ue gosto tanto dos seus textos. Eles não seguem estes padróes idiotas... não falam dessa natureza que não mais existe e talvez nunca tenha existido como nos livros.
Gosto do espontâneo, do improviso, do inusitado. Enfim, adoro seus escritos, cada vez mais! ^^

Ray

Lu disse...

Olá Léo!
Bom isso de não seguir regras, erra-se menos.

Mas nem um bichinho? quem sabe um coelho te olhando com aqueles olhinhos...rss

Ótimo final de semana.
Beijo!

Lih disse...

e você ainda duvida que tem talento?
tsc.

invista, menino!

Lívia disse...

Vivo num conflito de querer fazer tudo,aprender um montão de coisas, colocar um mundo no carrinho do mercado e explorá-lo. Eu queria agarrar o mundo, mas na maioria das vezes ele me 'agarra', me empaca. O fascínio nunca acaba. Enfim, enquanto há vida não há espaço para ponto final.

Karol Armstrong disse...

nossa q muito loko!!
amei o texto!!
tbm quero sempre mais, o ponto final é como uma barreira q nos impede daquilo q realmente queremos, pra q versos rimas e canções, se a sinceridade vem sem medidas
concluindo...muito belo seu texto, a maneira como se expressa...^^

信用代款 disse...

銀行貸款,
信用貸款,
房屋貸款,
二胎房貸,
汽車貸款,
企業貸款,
上班族信用貸款,
整合負債貸款,
通信貸款,
房屋轉增貸,
法拍屋代墊款,
中小企業貸款,