16 de dez de 2010

Vinte e três

Era para ser um dia de fé renovada
Um dia de dezembro, mais um mês
A verdade foi perdida, alterada
Busquei vinte e três motivos, vinte e três
Escolhi vinte e três poemas de amor, mandei
Pensei em vinte e três palavras,
Vinte e três momentos e anseios,
Acendi vinte e três velas e, eu, ateu,
Rezei vinte e três minutos ajoelhado
Vinte e três contados, de olhos fechados
Logo eu que sempre busquei a verdade
Acabei deixando faltar o que não devia
Falta de amor não teve, no máximo, afasia
Ah, se eu tivesse mais um dia, mais um dia...

2 comentários:

Lih disse...

(U)
:~

Lara disse...

sou capaz de tomar esse pra mim...
mas... é seu... todo seu!!
parabéns!!!

=D