25 de jan de 2011

O viciado

Desceu o mapa em busca de aventura. Já que a vida é feita de breves alegrias, só queria escrever um miniconto sem rasura. Queria perder por alguns instantes essa fissura, esquecer. Mas pensar em esquecer já é se lembrar. Precisava tentar, precisava tentar, precisava. Parecia castigo divino, o corpo dela atenta. Teu corpo reluta, mas a hora passa lenta. Tenta. Tenta. Tenta. Não! Não liga. Não escreve. Não pensa. Sei que ainda a enxerga em seus sonhos, mas precisa deixá-la partir. A saudade é traiçoeira, mas é questão de sobrevivência agora. Ela não te enxerga mais. Essa é a razão. E não pense que ela é má por isso. Não importa se não tem sentido, se houve ou não houve motivo. Só aceite que ela preferiu soltar tua mão. Vamos, levanta. Levanta desse chão. Vai sujar a calça que te comprei semana passada em ponta de estoque. Vamos, me dê sua mão. Esquece aquela curva antes do portão. Lembra que é um vício e tem cura. Tem que ir até o fim agora. O processo é lento, mas o resultado é garantido. Vai passar.

7 comentários:

Bela Ju disse...

lindo...

amei a parte q diz...

não importa se houve ou não motivo se
faz ou não sentido

é o q a gente mais busca: explicação

mas não tem, não há... é simplesmente aceitar!

abraços,
Ju

Francesca Martins disse...

"O processo é lento, mas o resultado é garantido. Vai passar."

Sabe, sempre acreditei - e ainda acredito - que amar é uma escolha. Aos poucos escolhemos amar. Aos poucos escolhemos deixar de amar.

Muito bom, Leo (: Ótimo texto.
O teu dom não te soltou a mão. Continua aí, dentro de ti. Não pare de escrever! Nós, leitores fiéis, agradecemos a dádiva.

Abraço,
Fran.

Allan Kardec disse...

Não vejo como não elogiar este texto.
simplismente se encaichou com minha situação atual...
na hora perfeita..
a você Leo, só tenho que agradescer muito. obrigado

abraços de seus leitor fiel, estou indicando seu blog.
parabéns

Milla disse...

há uma postagem solidária a vc no meu blog.
se precisar te indico atividades que te ocupem a mente.
vai passar, sempre passa.

Anônimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=redOxhfenp8

É sempre amor mesmo que mude.

Letícia disse...

Eu sei que deve estar ruim agora, com o tempo vai melhorar. Detesto dizer isso mais o tempo é o melhor remédio. Sabe, eu acredito naquela história da metade da laranja e coisa e tal, pode até ser bobeira minha, mais eu acredito. Acredito também que toda pessoa é capaz de achar alguém que se completa, também acredito no amor. Acredito que duas pessoas podem se amar e ser felizes juntas, e espero que voce possa encontrar alguem que te ame de verdade e que te faça feliz!

Ah não podia deixar de elogiar voce...
Seus textos são realmente incríveis!

Ana Carolina Castro disse...

Pois eu acho que ouvir essa música do bidê ou balde, nesse momento, nao ajuda em nada. pelo contrário. eu a detestava quando estava mal.